1 2 3 4

Mais que uma obrigação legal, a aprendizagem é uma ação de responsabilidade social e um importante fator de promoção da cidadania. Ao contratar um Aprendiz o empresário contribui para a formação de um profissional mais capacitado para as atuais exigências do mercado de trabalho e com uma visão mais ampla da própria sociedade.

De acordo com a CLT (art.429, caput e § 1º) a cota de aprendizes está fixada entre 5%, no mínimo, e 15%, no máximo, por estabelecimento, calculada sobre o total de empregados cujas funções demandem formação profissional.

DESENVOLVIMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL

A empresa deve designar um supervisor que será responsável pelo acompanhamento das atividades do aprendiz na empresa, buscando garantir uma formação que possa de fato contribuir para seu desenvolvimento integral em consonância com os conteúdos estabelecidos no curso de aprendizagem.

Bimestralmente, o adolescente será avaliado pelo seu supervisor/empresa através de uma avaliação de desempenho  profissional fornecida pela Entidade. Posteriormente, esta avaliação será analisada pelos profissionais da equipe técnica e o adolescente, sobre os pontos positivos e/ou aqueles que devem ser melhorados.

COMO CONTRATAR:

Formas de Contratação: diretamente pela Empresa ou pela Entidade.  (CONSULTE-NOS!)